Singular poeta acadêmico: António Serrão de Crasto (1614-1685)

Autores

Palavras-chave:

Retórica, poética, cômico, agudeza

Resumo

O poeta António Serrão de Crasto (1614-1685) foi membro da Academia dos Singulares (de 1628 a 1665), que editou dois tomos da produção poética acadêmica em 1665 e 1668. O objetivo deste artigo é fazer uma apresentação breve dos 72 poemas que constam nessas publicações acadêmicas, e de dois discursos ocasionais como presidente de sessões da academia. Apreciam-se também alguns poemas avulsos, encontrados em manuscritura ou em livros de outros autores. Neste artigo, tento propor uma pequena bibliografia de Serrão de Crasto, juntando diversas fontes bibliográficas até hoje conhecidas. De modo geral, o artifício retórico presente nos textos reside na transposição dos estilos sério e jocoso, alterando o poeta entre a gravidade da matéria e a facécia dos conceitos, ornatos e palavras com que trata o argumento ou, pelo contrário, vestindo uma matéria circunstancial ou baixa com ornatos elevados. A maior parcela de seus romances, sonetos e glosas alterna a aplicação de estilos grave e faceto entre elas.

Downloads

Publicado

30-06-2022