Acesso ou Registar-se para submeter um artigo.

Instruções para Autores

 

I. Natureza dos textos

A e-Letras com Vida — Revista de Humanidades e Artes aceita propostas de publicação de artigos multitemáticos e de leituras críticas, não cobrando taxas de editoração (APC - article processing charges).

Os textos devem ser submetidos em português, inglês, francês ou espanhol, podendo, em casos excecionais, a Direção decidir sobre a sua publicação em outra língua.

 

II. Submissão dos textos

Os textos devem ser submetidas na plataforma http://e-lcv.online/index.php/revista/about/submissions. Para o efeito, os autores deverão observar os seguintes passos:

1) Registar-se em http://www.e-lcv.online/index.php/revista/user/register.

2) Depois de criado o registo, deverão autenticar-se no portal da revista em http://www.e-lcv.online/index.php/revista/login.

          O registo no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para o acompanhamento do processo editorial em curso.

3) Depois de aceder ao portal da revista, deverão clicar no botão SUBMISSÕES e, de seguida, em NOVA SUBMISSÃO.

4) De seguida, deverão preencher os campos do formulário:

          a. escolher a secção da revista em que pretende submeter o artigo; anotal, caso considere relevante, alguns comentários ao editor;

          b. transferir o documento;

          c. incluir os metadados (título e subtítulo; resumo; autor e palavras-chaves);

          d) por fim, concluir a submissão.

 

Os artigos devem estar sempre acompanhados de um breve resumo (até 700 caracteres sem espaços) em português (ou na língua de redação do texto) e em inglês e de quatro palavras-chaves nas mesmas línguas.

 As imagens, tabelas, etc. (caso existam), além de integradas no texto, devem ser enviadas por email (revistaletrascomvida.online@gmail.com), em formato TIF ou JPEG (com qualidade mínima de 300 dpi).

 

III. Normas para a apresentação dos textos

1. Formatação

Os textos devem ser submetidos em word com o seguinte formato:

  • Tamanho de página — A4;
  • Tamanho de margens — normal (2,5cm nas margens superior e inferior e 3cm nas margens direita e esquerda);
  • Tipo de letra — Times New Roman;
  • Tamanho de letra — 12;
  • Espaçamento entre linhas — 1,5;
  • Espaçamento entre parágrafos — 0;
  • Título — em negrito, alinhado à esquerda, tamanho de letra 14:
  • Autoria — depois do título, em negrito, alinhado à direita, tamanho de letra 12;
  • Resumos/Abstracts — palavras «Resumo« e «Abstract» em negrito, tamanho 11, seguidas de dois pontos (:) e dos respetivos resumos (tamanho 11, justificado, espaçamento 1,15, primeira palavra com inicial maiúscula);
  • Palavras-Chaves/Keywords — palavras «Palavras-Chaves» e «Keywords» em negrito, tamanho 11, seguidas de ois pontos (:) e das respetivas palavras-chaves (tanho 11, justificado, espaçamento 1,15, primeira palavra com inicial maiúscula);
  • Epígrafes — caso existam, devem ser destacadas (avanço de 8 cm à esquerda), tamanho de letra 11, espaçamento 1,15, sem aspas e com a respetiva referência bibliográfica colocada entre parêntesis, uma linha abaixo, alinhada à direita.
  • Afiliação institucional — em nota de rodapé (para a Universidade de Lisboa, devem ser seguidas as respetivas normas publicadas em Diário da República: Despacho n.º 234/2016, DR, 2,ª Série, n.º 4, 7 de janeiro de 2016, e disponibilizadas em https://www.ulisboa.pt/wp-content/uploads/Normas-para-Afiliacao-ULISBOA-22-dez-2015.pdf);
  • Subtítulos — caso existam, devem ser numerados (numeração árabe), alinhados à esquerda, tamanho 12, negrito;
  • Numeração das páginas — no canto inferior direito;
  • Legendas de imagens, tabelas, etc. — caso existam, colocadas imediatamente abaixo da imagem ou tabela correspondente, tamanho de letra 10, justificado, espaçamento simples;
  • Notas de rodapé — em fim de página, de extensão reduzida, texto justificado, Times New Roman, tamanho de letra 10, espaçamento simples;
  • Chamadas para nota de rodapé — a numeração deve estar colocada da seguinte forma: quando a nota se refere a uma palavra específica, deve ser colocada imediatamente após essa palavra; quando se refere a uma frase ou parágrafo, deve ser colocada no final da frase ou parágrafo, após a pontuação; em caso de citação, deve ser colocada após o fecho das aspas.

 

2. Número de páginas

Cada artigo não deverá exceder as 15 páginas (incluindo resumos e notas); as leituras críticas não devem ultrapassar as 1500 palavras.

 

3. Citações

As citações que excedam as três linhas devem ser destacadas (com avanço de 2cm à esquerda), tamanho de letra 11, espaçamento 1,15). Nestes casos, não se colocam aspas. Deve-se deixar uma linha entre a citação e o texto (antes e depois)

São aceites citações em português, inglês, francês e espanhol. As citações noutras línguas devem estar acompanhadas da respetiva tradução (na mesma língua de redação do texto).

 

4. Leituras críticas

Devem ser precedidas da referência bibliográfica completa da obra, de acordo com as normas abaixo descritas, devendo ainda acrescentar no final da referência o número de páginas da obra recenseada.

 

5. Outras normas

      a) Acordo Ortográfico: por regra, os textos devem ser apresentados segundo o Acordo Ortográfico atualmente em vigor (1990), sendo sujeitos a correção no caso de a sua ortografia não estar atualizada (exceto quando o autor expressa o desejo de manter a ortografia antiga).

      b) Maiúsculas e minúsculas: seguem-se as normas do Acordo Ortográfico de 1990 e, nos casos em que estas permitem dupla grafia, o autor deverá optar pelo uso da maiúscula, nomeadamente:

- nos hagiónimos (Santa Isabel);

- nos nomes que designam domínios do saber (Filosofia, História, Línguas e Literaturas Clássicas);

- em palavras usadas em categorização de logradouros públicos (Rua das Flores, Travessa do Moinho, Largo de Camões), de templos e edifícios (Igreja de S. Domingos, Mosteiro de Tibães, Edifício Sol Poente);

- nas formas de tratamento e reverência (Papa Francisco, Excelentíssimo Senhor João Antunes)

- Bibliónimos: O primeiro elemento surge com inicial maiúscula, devendo os seguintes ser escritos com minúsculas, com a exceção dos casos acima mencionados, dos casos em que a norma obriga o uso de maiúscula inicial, dos títulos de periódicos (iniciais maiúsculas) e dos títulos em língua inglesa (iniciais maiúsculas).

       c) Numerais — numeração por extenso de 1 a 9 e algorítmica a partir de dez. No caso dos números ordinais, devem ser apresentados no seguinte formato: 2.o / 2.a — nunca sem o ponto (.).

       d) Abreviaturas (lista em aberto)

Apresentamos algumas abreviaturas que devem ser utlizadas nas referências bibliográficas:

art. (artigo)

aum. ([edição] aumentada)

cap. (capítulo de livros)

cf. (conferir)

col. (coleção)

col. (coluna) / cols. (colunas)

coord. (coordenação ou coordenador) / coords. (coordenadores)

ed. (edição ou editor) / eds. (editores)

fl. (fólio) / fls. (fólios)

introd. (introdução de)

mç. (maço)

n. (nota [de rodapé])

n.o (número) / n.os (números)

org. (organização ou organizador) / orgs. (organizadores)

p. (página) / pp. (páginas)

pref. (prefácio de)

rev. ([edição] revista)

seg. (seguinte) / segs. (seguintes) [ex. pp. 14 e segs.]

sel. (seleção)

sept. (separata)

s.d. (sem data)

s.l. (sem lugar de edição)

s.n. (sem nome de editora)

supl. (suplemento)

t.(tomo) /ts. (tomos)

trad. (tradução de)

vol. (volume) / vols. (volumes)

      e) Aspas: Usam-se as «aspas angulares». Quando existem aspas no interior de uma citação, usam-se as aspas curvas”. Em caso de necessidade, poder-se-á usar, ainda, as ‘aspas curvas simples’. Ordem do uso das aspas: « _“ _ ‘_’_”_»

      f) Parêntesis: Devem ser sempre utilizados os [parêntesis retos] nos textos citados, em casos de suspensão ou alteração do texto — [...]

      g) Travessão: É sempre usado este —

 

 IV. Normas para referências bibliográficas no corpo do texto

Em contexto de citação, as referências bibliográficas devem surgir no corpo do texto, seguindo-se o modelo (apelido do autor, data: página) e reservando a referência completa para a bibliografia final.

- Se a citação for precedida no corpo do texto pelo nome do autor e título da obra, a referência deve incluir apenas o número de páginas entre parêntesis.

- Quando existirem dois autores, deve-se colocar o último nome de ambos, separados por e mas, se existirem mais do que dois autores, deve-se colocar apenas o nome do primeiro autor, seguido de et al. Exemplo: (Cunha e Cintra, 1996: 17), (Santos et al., 1997).

- Quando houver a necessidade de citar mais do que uma obra para a mesma ideia, devem-se utilizar todas as referências necessárias, separadas entre si por (;). Exemplo: (Flores et al., 1988; Winograd, 1986; Cunha e Cintra, 1996).

 

V. Bibliografia

- A palavra «Bibliografia» aparece por extenso, alinhada à esquerda, em minúsculas e em negrito.

- As referências bibliográficas são separadas por ; (ponto e vírgula).

- Quando necessário, a bibliografia é subdividida em manuscrita, impressa e digital.

 

Apresentação das referências bibliográficas

As normas a seguir elencadas são adaptadas a partir das da APA — American Psychological Association (http://www.apastyle.org). Para o efeito, seguimos o modelo apresentado em https://www.uc.pt/fcdef/documentosbiblioteca/Bibliotecadigital/Normas.

As referências bibliográficas incluem, por norma, os seguintes elementos: Último nome do autor, Primeira inicial. (data). Título. N.º da edição, Editora. Local. Volume: Páginas.

      a) Iniciar a 1.ª linha de cada referência junto à margem esquerda da página, e avançar 1,5 cm nas linha seguintes.

      b) A listagem deve ser organizada por ordem alfabética do último nome do primeiro autor. Quando se referencia mais do que uma obra de um mesmo autor, devem-se enumerar por ordem da data de publicação, começando na mais antiga e terminando na mais recente, repetindo o nome do autor em cada publicação.

      c) Quando se referencia mais do que uma obra de um mesmo autor, cujo ano de publicação seja o mesmo, enumerá-las na bibliografia por ordem alfabética do título, acrescentando uma letra minúscula ao ano, para prevenir qualquer tipo de confusão.

      d) Inverter os nomes de todos os autores em cada referência, colocando o último nome em primeiro lugar e usando apenas as iniciais dos restantes nomes.

      e) Quando existir mais do que um autor, devem ser colocados os nomes de todos os autores, devendo o nome do último autor ser antecedido de e.

      g) A data de publicação surge depois do nome do autor, entre parêntesis, seguida do título do livro ou do artigo.

      h) Na referência bibliográfica de livros, utilizar letra maiúscula apenas na primeira letra do título, na primeira letra do subtítulo, quando existente, bem como nos nomes próprios. Utilizar itálico para todo o título do livro.

      i) Na referência bibliográfica de artigos em periódicos ou em volumes editados, utilizar letra maiúscula apenas na primeira letra do título, na primeira letra do subtítulo, quando existente, bem como nos nomes próprios. Usar um ponto após o título do artigo.

      j)Nas referências a periódicos, fornecer o número do volume em numeração árabe, a negrito, seguido das páginas relativas a esse artigo, separadas por hífen (Exemplo: 34: 120-128).

      k) No caso de legislação ou normas, iniciar a referência com a identificação do diploma legal ou da norma. Exemplo: Decreto Lei n.º 238/98 de 1 de Agosto. Diário da República n.º 176/98 — I Série A. Ministério do Ambiente. Lisboa.

 

EXEMPLOS

 

Livro de um só autor:

Costa, J. (1995). Caracterização e constituição do Solo. (5.ª ed.). Fundação Calouste Gulbenkian. Lisboa.

 

Livro de vários autores:

Cunha, C. e Cintra, L. (1996). Breve gramática do Português contemporâneo. (9.ª ed.). Edições Sá da Costa. Lisboa.

Ferreira, J.C., Strecht, A., Ribeiro, J.R., Soeiro, A. e Cotrim, G. (1999). Manual de agricultura biológica — Fertilização e protecção das plantas para uma agricultura sustentável. (2.ª ed.). AGROBIO. Lisboa.

 

Várias obras do mesmo autor:

Santos, J.Q. (1995). Fertilização e poluição: Reciclagem agro–florestal de resíduos orgânicos. Edição de Autor. Lisboa.

Santos, J.Q. (1996a). Fertilização — Fundamentos da utilização dos adubos e correctivos. (2.ª ed.). Publicações Europa-América. Lisboa.

Santos, J.Q. (1996b). [Outro livro qualquer publicado no mesmo ano pelo mesmo autor.]

 

Obra traduzida

Baudelaire, C. (1971). Paraísos artificiais. (Trad. José Saramago). Editorial Estampa. Lisboa.

 

Publicação de um organismo colectivo:

Ministério da Agricultura do Desenvolvimento Rural e das Pescas (1997). Código de Boas Práticas Agrícolas para a protecção da água contra a poluição com nitratos de origem agrícola. MADRP. Lisboa.

 

Legislação ou normas:

Portaria n.º 809/90 de 10 de Setembro. Diário da República n.º 209/90 — I Série. Ministério da Agricultura, Pescas e Alimentação, da Saúde e do Ambiente e Recursos Naturais. Lisboa.

NP 405-1 (1994). Norma Portuguesa para referências bibliográficas: Documentos impressos. Instituto Português da Qualidade, Ministério da Industria e Energia. Lisboa.

 

Artigo numa coletânea (compilação de trabalhos da responsabilidade de um ou vários editores):

Silko, L.M. (1991). The man to send rain clouds. Em: W. Brown e A. Ling (eds.), Imagining America: Stories from the promised land. Persea. New York.

 

Artigo de uma revista científica:

Ramírez, P.M., Castro, E. e Ibáñez, J.H. (2001). Reutilização de águas residuais depuradas provenientes da ETAR de Albacete (S.E. Espanha) em campos hortícolas. Tecnologias do Ambiente. 44: 48-51.

Sadiq. M. e Alam, I. (1997). Lead contamination of groundwater in an industrial complex. Water, Air and Soil Pollution. 98: 167-177.

 

Referências a artigos publicados em Livros de Actas de congressos ou Proceedings:

Arroja, L., Oliveira, G. e Capela, I. (1999). Contribuição para a descontaminação de solos — Metodologias de implementação. Actas da 6ª Conferência Nacional sobre a Qualidade do Ambiente. Centro de Congressos da AIP. Lisboa. 2.º Vol. pp. 607- 616.

Champ, D.R. e Schroeter, J. (1988). Bacterial transport in fractured rock. Em: Olsen, B.H. & Jenkins, D. (eds.). Proceedings of the International Conference on Water and Wastewater Microbiology, Newport Beach, USA, 8-11 February 1988. pp. 81-87.

 

Teses de Mestrado ou de Doutoramento:

Horta-Monteiro, M.C.S.M. (1994). Utilização de Água Residual Urbana na Cultura d Azevém (Lolium multiflorum Lam.). Tese de Mestrado em Nutrição Vegetal Fertilidade do Solo e Fertilização. Instituto Superior de Agronomia, Universidade Técnica de Lisboa. Lisboa. 150 pp.;

Tingle, C.C.D. (1985). Biological control of the glasshouse mealybug using parasitic hymenoptera. Ph.D. Thesis. Departement of Biological Sciences, Wye College. University of London. 375 pp.

 

Artigo de um jornal ou de uma revista não científica:

Barringer, F. (1993, 7 de Março). Where many elderly live, signs of the future. The New York Times, p. 12.

Trillin, C. (1993, 15 de Fevereiro). Culture Shopping. The New Yorker, pp. 48-51.

 

CD-ROM:

Moore, K. e Collins M. (eds.). (1997). Forages. [CD-ROM]. (5.ª ed.). Iowa State Univ. Press. Ames.

West, C. (1987). The dilemma of the black intellectual. [CD-ROM]. Critical Quaterly, 29: 39-52. SilverPlatter File: MLA international.

 

Referências bibliográficas electrónicas

- Artigo acedido na internet mas com fonte impressa:

VandenBos, G., Knapp, S. e Doe, J. (2001). Role of reference elements in the selection of resources by psychology undergraduates [Versão electrónica]. Journal of Bibliographic Research. 5: 117-123. Acedido em 13 de Outubro de 2001, em: http://jbr.org/articles.html.

 

Artigo de uma publicação periódica apenas existente on-line:

Fredrickson, B.L. (2000, 7 de Março). Cultivating positive emotions to optimize health and well-being. Prevention &Treatment, 3, Article 0001a. Acedido a 20 de Novembro 2000, em: http://journals.apa.org/prevention/volume3/pre0030001a.html.

 

Documento disponível on-line no Web site de uma Universidade, de uma organização ou de uma empresa:

Chou, L., McClintock, R., Moretti, F. e Nix, D.H. (1993). Technology and education: New wine in new bottles — Choosing pasts and imagining educational futures. 9 Acedido em 24 de Agosto de 2000, no Web site da: Columbia University, Institute for Learning Technologies: http://www.ilt.columbia.edu/publications/papers/newwine1.html.

Instituto Nacional de Estatística (2003). Índices de Preços na Produção Industrial. Acedido em 24 de Novembro de 2003, em: http://www.ine.pt.

 

 VII. Apreciação dos textos

Uma primeira avaliação é feita pelas diretoras da Revista e pelo Conselho de Direção. Os textos são depois submetidos à apreciação crítica de especialistas (Referees), sendo retirada toda a informação que permita a identificação do autor, de forma a garantir a máxima objetividade e imparcialidade. Os autores serão contactados se os seus textos não forem aceites ou para esclarecimento de alguma questão.

 

VIII. Direitos de publicação

Os autores cedem à e-Letras com Vida o direito de publicação da mesma em suporte digital de acesso aberto.