Quem espera por sapatos de defunto: da história à literatura e ao cinema

  • Francisco Topa Universidade do Porto
Palavras-chave: Provérbio; Machado de Assis; Rubem Fonseca; João César Monteiro; sapatos, Proverb; Machado de Assis; Rubem Fonseca; João César Monteiro; shoes

Resumo

O artigo visa estudar o provérbio «Quem espera por sapatos de defunto morre descalço», partindo do conto de Machado de Assis «O enfermeiro». O trabalho dará conta de outras ocorrências do provérbio e do tema em diferentes autores, épocas e formas artísticas, designadamente num conto de Rubem Fonseca e num filme de João César Monteiro.

Publicado
2020-06-16