Sanatorium: a ditadura florianista e o reposicionamento dos portugueses na sociedade brasileira

  • Alvaro Santos Simões Junior UNESP
Palavras-chave: Primeira República;, folhetim;, Olavo Bilac;, Carlos Magalhães de Azeredo

Resumo

Com este texto, pretende-se demonstrar que Sanatorium, romance-folhetim escrito a quatro mãos por Olavo Bilac e Carlos Magalhães de Azeredo e publicado no matutino Gazeta de Notícias, do Rio de Janeiro, no final de 1894, representava uma alegoria da conjuntura político-social de então, marcada pelo recrudescimento da ditadura florianista.

Publicado
2020-06-16