Vade retro fanchono, ave paneleiro!

  • Fernando Curopos Sorbonne Université
Palavras-chave: homossexualidade masculina, pornografia, queer, gay history

Resumo

Tendo em conta a raridade dos estudos científicos e médicos sobre a homossexualidade em Portugal no século xix, torna-se essencial, no caso português, relativizar a importância da «invenção do homossexual». De facto, na segunda metade do século xix, os homossexuais tornam-se visíveis na cidade de Lisboa e constituem uma subcultura. Daí a palavra «fanchono», utilizada desde o século xvi como sinônimo de «sodomita» fora do discurso religioso, desaparecer pouco a pouco para deixar lugar a outros termos a condizer com essa nova realidade: fresco, pêssego, sacana, panela ou paneleiro. A partir de um corpus de textos publicados entre 1860 e 1900, tentaremos mostrar como o «fanchono» deu lugar ao moderno «paneleiro».

Publicado
2018-12-14