Literatura na rede ou literatura como rede? Simbiose e mediação na ciberliteratura portuguesa

Autores

Palavras-chave:

Ciberliteratura;, literatura;, internet;, rede.

Resumo

Pretende-se com este artigo identificar e descrever duas formas distintas de utilização da rede no que concerne à literatura: como meio de difusão, considerado uso fraco, viabilizando arquivos, bases de dados e outros sistemas de publicação eletrónica, isto é, literatura na rede; e como meio de produção, considerado uso forte, motivando géneros emergentes, simbioses humano-máquina e mecanismos de produção ciberliterária, isto é, literatura como rede. Partindo da apresentação de exemplos do uso forte vinculados à produção portuguesa, espera-se clarificar como a tensão entre livro e ecrã, papel e luz, fixidez e variabilidade surge nesses dois diferentes modos de uso de uma forma radicalmente diferente: a rede como objeto de uso na literatura que se adapta à rede, a rede como uso de objeto na literatura que adota a rede.

Downloads

Publicado

30-12-2021

Edição

Secção

Dossiê Temático