Sob o signo da morte

Poligamia e subalternidade feminina em Niketche, de Paulina Chiziane

  • Sérgio Guimarães de Sousa CEHUM, Instituto de Letras e Ciências Humanas, Universidade do Minho, 4710-057, Braga, Portugal
Palavras-chave: tradição, poligamia, mulher, morte

Resumo

Em Niketche, Paulina Chiziane, num contexto sociocultural e ideológico em que a monogamia não se apresenta em termos de realidade inteiramente consensual (Moçambique), problematiza a condição feminina. Com inegável espírito emancipador, não só denuncia explicitamente o modo como o ancestral costume da poligamia subjuga a mulher, mas também sugere o seu fim. Como? Associando-o a toda uma semântica da morte.

Publicado
2018-12-14