Global Middle Ages ou as virtudes do anacronismo

A lição do texto medieval

  • Carlos Carreto NOVA FCSH
Palavras-chave: Literatura medieval, Literatura-mundo e French Global Studies, poética medieval, literatura de viagens, conceito de maravilhoso

Resumo

Terá a Idade Média inventado a globalização ou tido uma consciência nítida da globalidade? Poderá, por outro lado, esta noção anacrónica revelar-se uma categoria analítica e operativa adequada para repensar a literatura medieval para além dos seus limites territoriais e linguísticos e da visão epistemológica do mundo imposta por uma conceção (neo)positivista da história da literatura? Cartografar a literatura medieval numa perspetiva global implica um reposicionamento metodológico e um processo de desterritorialização dos próprios conceitos que nos leva a reinvestir motivos, formas, noções estruturantes e dinâmicas de funcionamento (da errância cavaleiresca ao romance como translatio, passando pelo estatuto do maravilhoso) com novos significados e, por conseguinte, novas implicações no plano cultural e poético.

 

 

Publicado
2019-05-30